Postagem em destaque

Controle PID de Potência em Corrente Alternada - Arduino e TRIAC - Parte I

Este post é o primeiro de uma série de seis que escrevi tratando de controle de potência e PID (controle proporcional, integral e derivativo...

domingo, 7 de setembro de 2014

Raspberry B+ - resenha e comparação com a versão anterior

Dia desses recebi o meu primeiro Raspberry B+. Para quem não sabe, é a nova versão da plaquinha Raspberry, lançada a coisa de uns quarenta dias. Resolvi dar uma divulgada na bichinha e também dar a minha primeira impressão após alguns testes.

Esse é o Raspberry B "antigo":



A partir do canto superior esquerdo, dá para ver o conector GPIO, que serve para conectar o RPi a sensores e atuadores, o plug RCA de vídeo, o plug de áudio, igual aos usados em celulares. Na lateral direita, dois conectores USB e um conector de rede. Na parte inferior, conector HDMI e entre o HDMI e o de rede o conector para a câmera específica do Raspberry. Por fim, do lado esquerdo o conector de energia apenas, do tipo micro USB.


Da mesma forma, no topo da placa o GPIO, só que com 40 pinos em vez de 28. Aqui uma referência com o diagrama do novo GPIO. Saíram o conector RCA e o de som. Na lateral direita, agora com 4 conectores USB e o conector de rede. Na parte inferior um conector de áudio e vídeo de 3.4 mm. Esse conector substituiu os dois que ficavam na parte de cima. Mais sobre ele aqui. Ao lado o conector da câmera, depois o HDMI e o micro SD de alimentação. Dá prá ver que ela agora tem quatro furos para fixação, que faziam falta nas versões anteriores (chegaram a sair algumas com dois furos, assimétricos, na versão anterior).

Bom, qual o ganho no layout? Dois, muito importantes: primeiro só dois lados tem conectores, o que facilita muito colocar o RPi numa caixinha, sem ter que colocar conector por tudo que é lado. E também  o "HD", que na versão anterior era um cartão SD tamanho grande, como dá prá ver na imagem abaixo, do lado esquerdo. É o cartão azul.



Já na versão nova o cartão é do tipo micro, e fica na parte inferior da placa, nesse conector aqui:



Isso melhorou muito a robustez da placa, porque o cartão grande soltava com facilidade, ás vezes nem se conectava direito.

Já o processador é o mesmo, assim como a quantidade de memória. O preço também é o mesmo, $35,00 mais taxas.

Outra vantagem alegada pelo povo do fabricante é que o consumo baixou. Eu fiz alguns testes comparando as duas plaquinhas, e realmente o consumo caiu significativamente, como vocês podem ver abaixo:

Função Raspberry B Raspberry B+
Carregamento, pico de consumo 240 130  mA
Consumo modo texto 200 110  mA
Modo gráfico, pico 230 130  mA
Idle, depois do shutdown 60 20  mA

Dá prá ver que o consumo realmente caiu significativamente.

No mais, como o hardware de processamento não mudou, tudo o que existe em termos de software é 100% compatível com a versão nova.

Conclusão: apesar de nenhuma novidade em termos de processamento e memória, o RB+ traz novidades interessantes para quem pensa em usar o produto embarcado. Na verdade isso era quase impossível antes, principalmente por causa do cartão "sobrando" para fora da placa, mas também pelos outros fatores descritos acima.

E, como o preço não subiu...

Abracadabraço,

Mauro Assis