Postagem em destaque

Controle PID de Potência em Corrente Alternada - Arduino e TRIAC - Parte I

Este post é o primeiro de uma série de seis que escrevi tratando de controle de potência e PID (controle proporcional, integral e derivativo...

domingo, 21 de setembro de 2014

Comunicação Arduino-Raspberry Pi usando i²C - Parte II

Agora, o hardware, quer dizer, como a gente "pluga" o Pi no Arduino. Nada mais fácil, como vcs verão a seguir.

A conexão I²C prevê dois fios conectando os dispositivos, que devem operar a níveis de tensão compatíveis, e também com um terra comum.

É sabido que o Arduino trabalha a 5V. Por outro lado, o Raspberry Pi trabalha a 3,3V, o que torna necessário, no mais das vezes, um circuito para acoplar os dois.

Ocorre que, no caso dos terminais especializados em I²C do RPi existem dois resistores que protegem as portas da tensão maior do Arduino, Essas são as duas únicas portas do Pi que tem essa proteção, ou seja, se vc for conectar quaisquer outras portas do Pi a um Arduino ou outro device que trabalhe com 5V, é necessário fazer um acoplamento, sob pena de "fritar" o seu Pi. Para saber como acoplar, pesquise sobre divisores de tensão.

Tanto o Arduino quanto o Pi tem portas especializadas para a conexão I²C. Assim, a conexão deve ser feita da forma abaixo:

Bom, é isso. Se vcs conectarem as duas plaquinhas dessa forma acima e carregarem os programas na forma descrita no post anterior, certamente obterão os resultados aqui indicados.

Nos próximos posts, um projeto que combina I²C com MQTT.

Abracadabraço,

Mauro