Postagem em destaque

Controle PID de Potência em Corrente Alternada - Arduino e TRIAC - Parte I

Este post é o primeiro de uma série de seis que escrevi tratando de controle de potência e PID (controle proporcional, integral e derivativo...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

And so... Arduino Yún! - Parte II

Este é o segundo post de uma série sobre o Arduino Yún. A primeira parte vc acha aqui.

Chega de pago, som na caixa. Primeiro vamos usar o Yún exatamente como se fosse um "Arduino comum", ou seja, programando pela USB.

Nada mais fácil: primeiro é preciso atualizar a IDE do Arduino ("pograminha" que a gente usa prá programar os outros Arduinos) para que suportem a nova plaquinha. Para isso, é só clicar . Procure pela versão compatível com o Yún que seja mais adequada para o seu caso (Mac, PC ou Linux).

Para programar a plaquinha agora o procedimento é o mesmo de se programar qualquer Arduino via USB. O cabo é que é um pouco diferente, já que a ponta que vai no Yún é daquelas tipo mini-USB, dessa daí do lado.

Uma vez feito o download, ao executar o programa vemos que agora aparece o Yún entre as opções de placa da lista, como você pode ver na imagem abaixo:









Na hora de selecionar a porta, outra surpresa: agora o programa indica em qual porta o Yún está conectado, o que é uma ótima dica para quem tem um monte de portas. Espiem aí ao lado:








A partir daí, é só alegria! Selecione o programa Arduino que vc queira (que tal o bom e velho Blink?) e mande ver.

Você pode rodar quaaaase todo sketch que vc tenha rodado um dia num Arduino Uno. Porque o "quaaaaase"? Porque a maior compatibilidade dessa placa é com o Leonardo, um Arduino não muito popular principalmente cá no Brasil. Existem alguns shields que são muito específicos para o Uno e que podem não funcionar, mas eu não sei dizer (ainda) de nenhum específico.

Prá terminar, dois detalhes que me chamaram a atenção sobre o Yún, um legal, outro nem tanto mas que tem conserto:


O detalhe legal são as definições das portas escritas nas laterais dos conectores. Melhor de ver, na minha opinião.

O problema, que dá prá ver também nessa foto, é que os conectores ficaram mais baixos que o conector USB e o Ethernet (ao fundo, à esquerda), fazendo com que um shield com pernas curtas possa não se encaixar direito e, mais grave, pode dar um curto por entrar em contato com trilhas e soldas na parte inferior do shield.

Pensei então numa solução: peguei um conjunto de terminais de shield que vende por aí e eu tinha em casa e coloquei como um espaçador. Ficou grande (ou seja, podemos cortar os pinos para melhorar), mas vocês podem ter uma ideia na foto abaixo:


Deu prá ver que resolveu, ou seja, o shield ficará mais alto que os conectores USB e de rede.

E... por hoje é só. Na próxima veremos como usar recursos do "Yún como Yún", quer dizer, usar características específicas do brinquedim.

Abracadabraço!